Por favor, entre em pânico

Alerta dos cientistas mundiais sobre uma emergência climática

POR FAVOR, ENTRE EM PÂNICO, a mudança climática matará todos nós. Mais de 11.000 cientistas em 153 países endossaram uma recém-publicada declaração sobre as alterações climáticas. O estudo, publicado na revista BioScience , baseia-se em dados e análises científicas sobre tendências climáticas em décadas de observação. Também inclui uma série de ações concretas que a humanidade poderia adotar para lidar com as mudanças climáticas, desde a substituição de combustíveis fósseis por energias renováveis ​​até a redução do consumo de carne.

Declaramos clara e inequivocamente que o planeta Terra está enfrentando uma emergência climática“, escreveram os cientistas. “Para garantir um futuro sustentável, precisamos mudar a forma como vivemos. Isso implica grandes transformações na maneira como nossa sociedade global funciona e interage com os ecossistemas naturais. ”

Décadas de destruição

O momento da publicação da declaração foi apropriado por dois motivos.

Primeiro, este ano marca o 40º aniversário da primeira conferência climática mundial. E, segundo, um dia antes da publicação desse comunicado, os Estados Unidos notificaram oficialmente as Nações Unidas de que estavam deixando o Acordo Climático de Paris – potencialmente a melhor esperança da humanidade de evitar o desastre anunciado pelos autores.

Se não fizermos mudanças rápidas, profundas e duradouras em nossas vidas, declaram, logo virá “sofrimento humano incalculável”.

“Os cientistas têm uma obrigação moral de alertar a humanidade sobre qualquer grande ameaça”, diz o cientista ambiental Thomas Newsome, da Universidade de Sydney.

“Enquanto as coisas ainda estão ruins, resta uma esperança. Podemos tomar medidas para resolver a emergência climatica” assegura Newsome.

Só precisamos que os que estão no poder nos escutem.

Fonte: BioScience (tradução livre)