CRISE = RISCO + OPORTUNIDADE

OLHE À SUA VOLTA. VIU CRISE? ENTÃO, PROCURE OPORTUNIDADES

Os chineses estão aproveitando. As vendas de máscaras, respiradores e outros materiais para combater a pandemia está nas mãos deles. O resto do mundo, despreparado, disputa à tapa a chance de poder comprar. Pode isso? Pior que pode! Os países, sem exceção, ficaram à mercê da larga e competitiva produção chinesa.

Mercado de treinamentos em energia fotovoltaica se adapta à crise e aposta na geração de empregos.

O potencial de geração de empregos da energia solar fotovoltaica movimenta o mercado de cursos e treinamentos no segmento. Apesar das incertezas relacionadas à pandemia da Covid-19, empresas e organizações que oferecem essas capacitações adaptam os cursos para o meio digital e mantém otimismo quanto à retomada dos investimentos nos próximos meses.

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) projetou, no início deste ano, que os investimentos privados no setor de energia solar fotovoltaica em 2020 têm potencial para gerar 120 mil novos empregos em todo o país, tanto na geração distribuída (GD) quando na geração centralizada. Em 2019 a energia fotovoltaica foi o principal empregador de mão de obra entre as fontes renováveis de energia, respondendo por um terço do fluxo de trabalho no setor.

Uma das pioneiras no mercado de treinamentos em energia solar fotovoltaica, a Elektsolar, de Florianópolis, oferece cursos tanto em módulos introdutórios (instalação, projetos, vendas) quanto avançados desde 2013. Em 2019, a empresa registrou um boom na procura, impulsionado pela expansão da GD no Brasil. De acordo com Gabriel Guimarães, diretor de educação da Elektsolar, os cursos introdutórios formaram mais de 100 turmas de cada um dos três módulos em 20 cidades, em todo o território nacional. 

Pequenas empresas

A aposta na energia solar fotovoltaica como vetor de geração de postos de trabalho e de redução de custos para as micro e pequenas empresas levou o Sebrae oferecer cursos na área. Uma das motivações foi a experiência com a instalação de uma miniusina fotovoltaica no prédio do Centro Sebrae de Referência em Sustentabilidade, em Cuiabá, com capacidade de 45 kWp. Os painéis fizeram a conta de energia da instituição cair de R$5.600 mensais para R$100.

“Foi um excelente negócio. Com isso, começamos a trabalhar o mercado dos pequenos negócios, disponibilizando treinamentos e consultorias para disseminar as boas práticas aprendidas, a tecnologia disponível, a legislação vigente e principalmente a viabilidade técnica e econômica”, afirma José Valdir Santiago, gerente de Sustentabilidade para Pequenos Negócios do Sebrae-MT.

Absolar lançou uma proposta ao Governo para criar um programa de energia solar vinculada à Tarifa Social

O programa para instalação de 87,5 mil placas solares para os consumidores de baixa renda pode gerar uma economia de 817 milhões de reais ao longo de 25 anos para os consumidores de baixa renda.

Além disso, ajudaria na recuperação de milhares de empregos perdidos ao longo da crise podendo gerar uma arrecadação direta e indireta para o Governo de 237 milhões de reais ao longo de 25 anos.

E, então. Interessa? Você conhece alguém que poderia se interessar? Divulgue!

Fontes: Portal Solar e Portal Energia